Adicione o botão que vai te ajudar a vender mais no WhatsApp

Hoje é dia de novidade no Whatsapp, que acaba de lançar um novo botão para estimular a compra de produtos e serviços via aplicativo. Ainda não é possível realizar pagamentos, conversa que deve voltar ao centro da discussão muito em breve e envolve o Banco Central. Por isso, é bom fazer todas as configurações necessárias para que o app se torne um ambiente de compra e venda, além da troca de mensagens que já estamos acostumados a fazer.

O novo botão é um link direto com o catálogo de produtos, posicionado na barra superior da conversa, ao lado do ícone de ligação. Antes, pra acessar esse espaço de exposição, o usuário precisava entrar no perfil da conta comercial. Dessa forma, vai ser mais fácil iniciar uma conversa a partir de um interesse específico por um produto ou serviço.

As ferramentas empresariais só estão disponíveis para conta business, então caso você ainda não tenha, baixe o aplicativo WhatsApp Business e siga as instruções. O seu número continua o mesmo, você não vai perder as suas conversas e nem contatos, apenas vai migrar para um ambiente com mais recursos gerenciáveis.

Vem comigo que eu te ensino a como deixar a sua conta preparada para se destacar muito mais.

Próximos passos

1- Cadastre os seus produtos e serviços no Catálogo. Antes de começar, reúna as seguintes informações sobre cada item que você tenha interesse em vender:

  • Imagens (1000x100px) – pelo menos uma
  • Nome do item
  • Preço (opcional)
  • Descrição
  • Link
  • Código do item (caso tenha)

Com esses dados em mão, é hora de começar o cadastro. Você vai em Ajustes > Ferramentas Comerciais > Catálogo

Cadastre todos os produtos e aguarde alguns minutos para que o WhatsApp faça a validação. É preciso seguir corretamente todas as regras para que a aprovação aconteça.

Política Comercial do WhatsApp

Última alteração: 4 de setembro de 2019

Quando você vende bens e serviços, o Whatsapp considera como transação todos os materiais de mídia e mensagens relativos aos seus bens e serviços (inclusive descrições, preços, tarifas, impostos e/ou divulgação de informações obrigatórias por lei). As transações precisam estar de acordo com as políticas relacionadas abaixo, bem como com os termos, as leis e os regulamentos aplicáveis.
Você é o único responsável por suas transações e por fornecer termos de vendas, termos de privacidade e outros que se apliquem às suas interações com os usuários.
O WhatsApp não é responsável pelo processamento, pelo pagamento nem pela conclusão de vendas relativas às transações – pelo menos por enquanto.
Você é o único responsável por determinar, coletar, reter, declarar e enviar todos os impostos, tarifas e outras cobranças relativas às suas operações de venda.
Os exemplos listados abaixo são representativos, não exaustivos.
É proibido vender ou oferecer à venda os seguintes itens:

Produtos ou serviços ilegais

Política: as empresas não podem fazer transações que envolvam operações ou permuta de produtos ou serviços ilegais. Drogas recreativas, sujeitas a prescrição médica ou outras drogas

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de drogas ilegais, recreativas ou sujeitas a prescrição médica.
Exemplos: Drogas, incluindo maconha e produtos à base de maconha Acessórios para uso de drogas, como cachimbos e bongos Drogas sujeitas a prescrição médica. Artigos de tabacaria e acessórios relacionados

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de produtos de tabaco e acessórios relacionados.
Exemplos: Vestuário contendo o logotipo de uma marca de tabaco Cigarros, charutos e fumo de mascar Cachimbos e parafernália Máquinas para enrolar tabaco Narguilés Bongos Sedas de enrolar cigarros Cigarros eletrônicos ou acessórios para tabaco.

Bebidas alcoólicas

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de bebidas alcoólicas.
Exemplos: Livros ou DVDs sobre bebidas alcoólicas Itens relacionados a bebidas alcoólicas, como taças, refrigeradores e suportes para garrafas de vinho Bebidas alcoólicas Kits para a produção de bebidas alcoólicas.

Suplementos alimentares de risco

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de suplementos alimentares de risco, conforme determinado pelo WhatsApp a seu exclusivo critério.
Exemplos: Esteroides anabolizantes Quitosana Confrei Desidroepiandrosterona Efedra Hormônios de crescimento humano.

Armas, munição ou explosivos

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda/uso de armas, munição ou explosivos.
Exemplos: Promover o treinamento de segurança ou licenças para armas legalizadas Armas de fogo e componentes de armas de fogo Armas de paintball Armas de chumbinho Fogos de artifício Spray de pimenta Armas de eletrochoque Estandes de tiro Exposições de armas.

Animais

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de animais.
Exemplos: Viveiros de animais Produtos para animais, como brinquedos, coleiras etc. Serviços veterinários Serviços de higiene animal Serviços de hotel/creche para animais Animais vivos Gado Partes de animais proibidas, incluindo, entre outras, ossos, dentes, chifre, marfim, taxidermia, órgãos, membros externos, secreções ou restos mortais Qualquer produto ou parte, incluindo, entre outros, couro, pele, couro cru, pelo, lã ou pelo de qualquer cão, gato ou animal ameaçado ou em extinção.

Produtos ou serviços para o público adulto

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda/uso de produtos ou serviços para adultos.
Exemplos: Produtos que promovam planejamento familiar e contraceptivos, com foco nas características contraceptivas do produto, não no prazer ou no aprimoramento sexual Brinquedos sexuais Vídeos ou shows ao vivo para entretenimento adulto Produtos de aprimoramento sexual Serviços sexualmente sugestivos.
Partes e fluidos corporais

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de partes ou fluidos de corpo humano.
Exemplos: Sangue Extensões capilares e perucas Urina Partes do corpo Órgãos Tecido humano Dentes.

Produtos médicos e de saúde

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de certos produtos de saúde, incluindo dispositivos médicos e produtos para o abandono do tabagismo que contenham nicotina.
Dispositivos médicos – Exemplos: Acessórios de ginástica e de bem-estar Lentes de contato Curativos e proteções contra lesões físicas Termômetros Kits para exames médicos ou doenças Bombas de tirar leite materno Kits de primeiros socorros.
Produtos para abandono do tabagismo Adesivos de nicotina Chiclete de nicotina.

Itens ou produtos com posicionamento claramente sexualizado

Política: as empresas não podem posicionar no mercado produtos ou serviços de maneira sexualmente sugestiva.
Exemplos: Nudez implícita Ato sexual implícito Imagem sexual ampliada.
Serviços de apostas envolvendo dinheiro real

Política: as empresas não podem vender, promover nem facilitar jogos de azar, jogos de habilidade ou loterias, incluindo cassinos on-line, apostas esportivas, bingo ou pôquer se por dinheiro.

Serviços de relacionamento

Política: as empresas não podem vender/promover a venda nem facilitar serviços de relacionamento on-line.
Produtos ou itens que facilitem ou incentivem o acesso não autorizado a mídias digitais

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de dispositivos que facilitem ou incentivem transmissões de conteúdo digital de maneira não autorizada ou interferências na funcionalidade de dispositivos eletrônicos.
Exemplos: Equipamento adicional para dispositivos de streaming, como teclados e controles remotos Venda de dispositivos de streaming com softwares que facilitem o acesso não autorizado a algum conteúdo Dispositivos carregados ou desbloqueados Dispositivos utilizados para descodificação ou interferência Dispositivos de grampo telefônico.
Serviços digitais e de assinatura, incluindo o processamento ou links para o processamento de qualquer venda, renovação ou upgrade de assinatura

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda, inclusive renovações, upgrades etc., de conteúdo, assinaturas ou contas digitais.
Exemplos: CDs, DVDs e Blu Rays de vídeo ou áudio autênticos Dispositivos digitais, incluindo smartphones, consoles de jogos e TVs Conteúdo disponível para download, como PDFs, música, jogos, filmes etc. Contas digitais, incluindo contas de jogos Assinaturas digitais e serviços de transmissão via internet, como TV, dispositivos móveis etc. Cupons digitais.
Modelos de negócios, bens, itens ou serviços comerciais que concluirmos poderem ser fraudulentos, enganosos, ofensivos, ilusórios, exploradores, inadequados ou que exerçam intimidação indevida de determinados grupos

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de ofertas ou produtos enganosos, falsos, ilusórios ou ofensivos.
Exemplos: Marketing multinível Leilões de um centavo Ofertas iniciais de moedas e opções binárias Créditos consignados, adiantamentos de salário, empréstimos P2P, cobrança de dívidas e fiadores Dieta, perda de peso ou outros produtos de saúde que insinuem ou tentem gerar uma autoimagem negativa.
Moeda falsa, virtual ou real

Política: as empresas não podem vender nem promover a venda de moeda falsa, virtual ou real.
Exemplos: Dinheiro real (em espécie, moedas ou equivalentes) Réplica ou dinheiro cenográfico Moeda digital ou criptomoeda Cartões bancários de crédito ou débito ativos Cartões de crédito ou cupons de lojas Cartão de crédito ou débito pré-pagos Cheques e talões de cheque Equipamento para criar moeda falsificada ou instrumentos financeiros.
Violação de terceiros

Política: o conteúdo das transações não pode infringir nem violar os direitos de propriedade intelectual de terceiros, incluindo direitos autorais ou marcas comerciais. Isso inclui, entre outros, a venda de produtos falsificados, como os que copiam a marca comercial (nome ou logotipo) e/ou detalhes característicos de produtos de outras empresas para imitar um produto genuíno.
Exemplos: Falsificações, imitações ou réplicas de produtos de marca ou publicações oferecendo produtos que confundam os consumidores quanto à origem, ao patrocínio ou à afiliação desses produtos Cópias não autorizadas ou pirateadas de obras protegidas por direitos autorais, como vídeos, filmes, programas e transmissões de TV, jogos, CDs ou outras obras musicais, livros etc.

Resultado final

Quando o usuário entrar na conversa, o ícone do catálogo vai aparecer logo em cima do nome:

Ao tocar, o usuário vai direto para o catálogo e pode acessar diretamente os produtos e serviços disponíveis, com a possibilidade de iniciar uma conversa sobre algum deles especificamente.

Tem mais uma novidade!

O WhatsApp também alterou o botão para fazer ligações em conversas com empresas que possuam catálogo. Agora é somente um ícone, que combina as chamadas de voz e vídeo, onde usuário deve escolher uma das opções para entrar em contato.

Se inscreva na minha Newsletter!

Sem spam, só o que interessa sobre a Vida de Social Media.

Redes Sociais

Mais artigos

Posts recentes

Como BAIXAR Ícones e em PNG no Flaticon

Hey, social media! Você que sempre procura por ícones focinhos para usar nas publicações, trago uma dica. O Flaticon tem zilhões de ícones e disponibiliza individualmente alguns grátis e outros

Como colocar senha no TikTok

O recurso de senha do TikTok vai te ajudar a limitar o tempo que você ou que alguém que você precisa ficar de olho, passa dentro do aplicativo. Basicamente, você

Fica de 👀  no seu e-mail que eu tô chegando com uma news lindinha. Me tira do SPAM, hein? 😇